Stramblogando

abril 5, 2006 at 12:42 pm (abstraindo, matutando, sorrindo)

Olavo Bilac Minha amiga Gisele, que publica um blog com seus trabalhos manuais muito fofos, sugere que strambinha stramblogue em Inglês, para que mais pessoas tenham acesso. A idéia de uma audiência internacional é atraente :-), mas eu tenho dois fortes motivos para continuar com o desconhecido e obscuro Português. Primeiramente, a chance de praticar a inculta e bela última flor do Lácio (ao lado vai a foto de Olavo Bilac), pois venho me sentindo bastante enferrujada. O motivo menos nobre é que tenho medo das coisas que eu escreveria em Inglês.

Eye halve a spelling checker
It came with my pea sea
It plainly marques for my revue
Miss steaks eye kin knot sea.

Eye strike a key and type a word
And weight four it to say
Weather eye am wrong oar write
It shows me strait a weigh.

As soon as a mist ache is maid
It nose bee fore two long
And eye can put the error rite
It's rare lea ever wrong.

Eye have run this poem threw it
Eye am shore your pleased two no
It's letter perfect awl the weigh
My checker tolled me sew.

Margo Roark

Na verdade escrever em Inglês é fácil, o grande problema é falar e, pior, entender aquilo que os nativos dizem. Ainda fico boiando em algumas conversações, sem entender palavras que eu sei soletrar mas que não reconheço pelos ouvidos.

When the English tongue we speak.
Why is break not rhymed with freak?
Will you tell me why it's true
We say sew but likewise few?
And the maker of the verse,
Cannot rhyme his horse with worse?
Beard is not the same as heard
Cord is different from word.
Cow is cow but low is low
Shoe is never rhymed with foe.
Think of hose, dose, and lose
    And think of goose and yet with choose
Think of comb, tomb and bomb,
Doll and roll or home and some.
Since pay is rhymed with say
Why not paid with said I pray?
Think of blood, food and good.
Mould is not pronounced like could.
Wherefore done, but gone and lone –
Is there any reason known?
To sum up all, it seems to me
Sound and letters don't agree.
     

Lord Cromer, 1902

Estas pérolas poéticas, ao lado de muitas outras, eu encontrei em Poems showing the absurdities of English spelling.

1 Comentário

  1. strambinha strambloga » Stramblogando II said,

    […] Minha blogante amiga Gisele continua tentando me convencer a escrever em Inglês, para que o stramblog seja acessível à mais gente. Ah, tentação. Não sei se nem no Brasil tem gente interessada nas minhas mirabolices, mas a possibilidade de ter o mundo me ouvindo é impressionante. Em 1995 eu me apaixonei pela internet, dei-me conta de sua imensidão quando uma generosa e desconhecida alma australiana me enviou a perfeita solução para um problema de GIS que eu vinha enfrentando. Ainda hoje permaneço maravilhada. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: